Novedades Fundación TOVPIL

Circuito vital


O processo de libertação que nos levará ao reino de Deus, ao reino da fraternidade e à maturidade pessoal, se efetuará no encontro com Deus, em um circuito que vai da vida para Deus e de Deus para a vida.


Moisés e Elias - não se encontraram Deus no fragor das batalhas militares, mas se retiraram para a solidão completa, e lá adquiriram a têmpera e o vigor para as batalhas que se avizinhavam. Outro tanto ocorreu com Jesus.


Esse Deus com quem "tratei" na oração, a quem "vi", esse Pai amantíssimo tem de "baixar" comigo para a vida; essa Presença de Deus deve perdurar e ambientar minha vida, e "com Ele à minha direita", tenho de travar a grande batalha da libertação.

O encontro com Deus é como um motor que gera força. Estivemos-nos com Deus. Nos sentimo-lo tão vivo que Sua presença inconfundível nos acompanha onde quer que nós vamos... Somos apresentados com uma grande dificuldade: como perdoar uma ofensa, nós sentimos uma grande rejeição em aceitar a alguém de quem não gostamos. Por amor a esse Deus a quem sentimos presente, enfrentamos a situação e superaremos a rejeição. Ao fazer essa vitória, cresce o amor por Deus (eu diria, Deus "cresce": isto é, Sua Presença é mais densa em mim). Esse amor empurra-nos para um novo encontro com Ele. Este é o circuito vital.


Extraído do libro Mostrra-me Teu Rosto de Frei Inácio Larrañaga