top of page

Novedades Fundación TOVPIL

O motivo profundo


Uma fraternidade terá êxito se Deus for o Motivo dos comportamentos fraternos.


Na intimidade do homem, entre mil possíveis ações, há uma opção.


O motivo que impede e concretiza nossa conduta às vezes é confuso. Tivemos uma revisão de vida na fraternidade. No decorrer da reflexão, alguém assumiu e manteve uma atitude altiva, quase agressiva, diante dos outros irmãos. Conversando com ele mais tarde, em particular, disse que procedeu assim porque estava convencido de que era a posição correta. Mas acabou reconhecendo que o impulso profundo de sua atitude foi a necessidade de autoafirmação.

Uma vontade revestida e impulsionada por Jesus deve decidir soberanamente em nós, por cima das obscuras forças impulsoras e assim, em vez de ter uma reação explosiva, vou ficar em silêncio, como Jesus diante de Pilatos: mais tarde, vou dialogar com calma e paz. Depois vou enterrar as lembranças ingratas de uma desavença e esquecer tudo generosamente; agora vou ser delicado e paciente com todos, como Jesus foi com os seus.


Comunidade de Fe que dizer que os irmãos se esforçam para que os sentimentos, os reflexos e a conduta de Jesus sejam o motivo inspirador de suas reações, na convivência de todos os dias. Nesses casos, a oração deve fazer vivamente presente Deus, cuja “lembrança” (presença) deve sufocar, em mim, as vozes do instinto e motivar condutas semelhantes à de Jesus. E assim que nasce e cresce a comunidades sob a Palavra, na presença de Jesus.


Extraído do livro “Suba comigo” do Frei Inácio Larrañaga

Comentários


Os comentários foram desativados.
bottom of page