top of page

Novedades Fundación TOVPIL

ORAÇÃO E SÚPLICA

Dante do Túmulo de São João da Cruz


Frei João da Cruz. Como um peregrino percorrendo terras e caminhos cheguei até ti. Venho em busca de Deus. E tu, Frei Joao, descobriu um caminho que com segurança leva a Deus.


Aqui estou com desejos loucos de Deus. Por instinto vejo que quem me impede de chegar a Deus é minha própria “presença”. E vejo por intuição que tenho que passar por cima de minha própria presença. De outra maneira nunca chegarei a Deus. E tudo isso fostes tu que me ensinaste, Frei João.


Tua pessoa, e tua vida me subjugam. Vejo que por trás de ti se esconde uma misteriosa profundidade, muito maior do que creem todos os que te viram. Eu necessito precisamente de ti, precisamente de teu caminho. Ser esquecido, ser desprezado, afundar-me no anonimato, “desaparecer”... e isto é o que eu necessito.


Que ninguém se lembre de mim, a não ser para me desprezar. Que ninguém me olhe, a não ser para rir de mim. Sofrer e amar. Sofrer amando. Amar sofrendo. Já sei, Frei João, onde a luta me espera. Deus me espera em minha “própria casa” igual que a ti, Frei João.


Prometo solenemente, aqui diante de teu túmulo, lutar, resistir, sofrer, não me queixar nem interior, nem exteriormente, afundar-me num piedoso silêncio, um silêncio, não de rebeldia, mas, de fraternidade.

Sei que este caminho é íngreme, cortado em ponta e escuro. Eu te compreendo, Frei João. Somente na nudez Bíblica do só Deus, somente na solidão com o Senhor, na intimidade iluminada com Deus, somente assim se pode avançar por esta “fria noite”, e por este caminho pedregoso. Deus será, portanto, a Luz, o Consolo, o Calor, a Esperança, e a Vida Eterna.


Já vou indo, Frei João. É hora de ir. Vou contente. Sobretudo, vou com o coração animado, disposto e alegre.


Adeus, Frei João. Nunca nos separaremos. Juntos avançaremos até o alto da montanha, onde me espera Deus.


Deus, Deus, transcendente e imanente. Tu és A REALIDADE. Estás dentro de mim e fora de mim. Deus, ressonância eterna dos corações e gravitação de horizontes. Vem a mim. Entra para sempre em mim. Como senhor de um castelo toma posse de mim. Fica comigo. Aumenta a Fé e a Esperança. Aumenta o Amor. Deus, Deus, Amor, Cume, Profundidade, Vibração Universal, Causa Eficiente do Universo, Ternura do Coração.


Adeus, Frei João. Juntos faremos o caminho que resta.

Amém, Amém.


Segóvia, 27 de agosto de 1969 (41 anos)

Do Diário de Frei Ignacio Larrañaga. In nomine Domini Bilbao 1969-1975

Комментарии


Комментарии отключены.
bottom of page