top of page

Novedades Fundación TOVPIL

Podemos muito pouco


Podemos muito pouco. Esta insistência em nosso desvalimento não é para desanimar ninguém, pelo contrário. O desânimo provém do fato de colocar a meta em cumes muito elevados. Quando vemos que são inacessíveis, deixamo-nos invadir pelo desânimo.


Mas nós dizemos: é verdade que podemos pouco, e aceitamos de antemão essa impotência: mas para conseguir esse pouco vamos empenhar as nossas energias. Não vai haver desengano nem desilusão porque não há engano nem ilusão. Esse é o segredo da sabedoria: por toda paixão, mas a partir da realidade.


Essa é a maneira concreta de fazer secar o manancial inesgotável do sofrimento: saber e aceitar serenamente que sua inteligência é mais limitada do que os seus desejos de triunfar, que suas possibilidades de perfeição humana são relativas, que sua felicidade conjugal ou seu êxito profissional podem falhar, que nem sempre você será bem aceito na sociedade, que seus projetos não vão ser concretizados, que não lhe faltarão inimigos, e nem sempre por sua culpa, que sua influência será limitada no seu meio ambiente.


Aceite de antemão tudo isso, e suas energias não se queimarão inutilmente, mas estarão disponíveis para a luta da vida e você vai acabar saboreando a tranquilidade da mente e a paz do coração.


Extraído do livro “Sofrimento e Paz” do Frei Inácio Larrañaga

bottom of page