Novedades Fundación TOVPIL

Senhor, eu te peço...


Derrama sobre mim, meu Deus, as águas das tuas fontes sagradas para que eu fique puro, como uma criatura recém-nascida. Insisto: não te canses: volta a submergir-me nas águas purificadoras da tua misericórdia, lava-me uma e outra vez, e verás como a minha alma fica mais branca do que a neve das montanhas (v. 9).

Desperta em mim, Di meu, todas as harpas de alegria; pulsa as cordas do gozo, no mais íntimo do meu ser; os ossos humilhados levantem a cabeça, para entoar o hino da alegria; a minha alma que foi abatida pela tristeza e pela vergonha, agora, sendo visitada pela tua Misericórdia, pode beber a água fresca da alegria (v. 10).


Meu Deus, toca a substância mais afastada do meu ser, e realiza em mim uma nova criação; Tu que tudo podes, repete em mim o prodígio da primeira manhã do mundo: coloca em mim uma nova natureza, recém-saída das tuas mãos; deposita no meu peito um coração novo, cheio de bondade, mansidão, paciência e humildade; e reveste-o de uma firmeza de aço (v. 12).

Do livro Salmos para a Vida do Frei Inácio Larrañaga. (Salmo 51)