Novedades Fundación TOVPIL


O Espírito Santo


O Espírito Santo é um enorme mistério. A Liturgia de Pentecostes assegura-nos que a sua voz ressoa até às extremidades da terra; Jesus disse-nos que, chegada a hora, o Espírito nos recordará e nos fará compreender a sua doutrina no mais profundo do nosso ser. Com efeito, o Espírito é misteriosamente silencioso, porque é eterno. Talvez alguns de nós possamos repetir o que disseram alguns cristãos de Éfeso: ”Nem sequer ouvimos falar do Espírito Santo”.


O Espírito Santificador trabalha discretamente e sem descanso no silêncio dos nossos corações. Como está em todas as partes, talvez por isso não nos apercebemos da sua presença. Dele dimanam todas as santas luzes da nossa alma e as suas raízes mergulham no mais íntimo do nosso ser sobrenatural. Toma posse de nós no baptismo sem proferir uma palavra e, desde então, não diz nada. Sempre trabalha no silêncio do coração.

Frequentemente parece-nos, que só o excepcional é realmente importante. O Espírito Santo é o que recria o universo cósmico e o mundo das almas, e, nós cegos não nos damos conta disso. As lágrimas que destilam sobre o rosto de um menino e a terra que gira sobre o seu eixo, estão reguladas pela mesma lei, a lei da gravidade. É o Espírito Santo, é força de gravidade, invisível, silenciosa que move e remove, leva e dinamiza misteriosamente tudo quanto é vida.


Meu Deus, o Teu Espírito está na origem de todos os movimentos sobrenaturais. Ele foi preparando tudo na profundidade do nosso ser, antes que nós próprios tivéssemos consciência d`Ele. Na realidade é o Espírito Santo que regula a marcha do mundo e a história das almas.


Da Carta Circular No. 21 do Frei Inácio Larrañaga